Categorias
Acontece Dicas Economia Notícias

SITUAÇÃO DOS SHOPPINGS NOS ESTADOS E CAPITAIS

Abaixo serão disponibilizadas informações da situação dos shoppings de forma regional, fornecidas pela Associação Brasileira de Shopping Centers, para divulgação ao setor.

 

REGIÃO SUL

 

1 – Porto Alegre – Decreto 20.508, de 18 de março de 2020

Shopping: Fica determinado o fechamento de shoppings centers pelo prazo de 30 dias.

Serviços: Farmácias, clínicas de atendimento na área da saúde, postos de atendimento da polícia federal, bancos e caixas eletrônicos, supermercados, restaurantes e locais de alimentação devem estar fechados.

 

2 – Santa Catarina – Decreto n° 515, de 17 de março de 2020

Shopping: Atividades de serviços provados não essenciais estão suspensas pelo período de 7 dias.

Serviços: Farmácias e supermercados permanecem abertos.

 

3 – Florianópolis – não há decreto até o momento

Shopping: Decidiram fechar pelo prazo de 7 dias.

Serviços: Funcionam farmácias, supermercados e as praças de alimentação apenas estão operando por delivery.

 

4 – Maringá – 445/2020

Shopping: Fica suspenso pelo prazo de 30 dias o funcionamento de shopping centers.

Serviços: Os serviços de bares, lanchonetes e restaurantes ficam autorizados o funcionamento para serviços de delivery.

 

5 – Caxias do Sul – Decreto 20.827, de 18 de março de 2020

Shopping: Fica determinado o fechamento dos shoppings pelo prazo de 30 dias.

Serviços: Os serviços de farmácias, clinicas de atendimento na área da saúde, supermercados, restaurantes e locais de alimentação continuam funcionando.

 

 

REGIÃO CENTRO-OESTE

 

6 – Goiás – Decreto 9.637, de 17 de março de 2020

Shopping: Atividades suspensas pelo prazo de 15 dias.

Serviços: Estabelecimentos médicos, hospitalares, laboratórios de análises clinicas, farmacêuticos, psicólogos, clínicas de fisioterapia e de vacinação, distribuidores e revendedoras de gás, postos de combustíveis, supermercados e congêneres operando normalmente.

 

7 – Distrito Federal – 40.528, de 17 de março de 2020

Shopping: Fica suspenso o atendimento ao público nos shopping centers pelo prazo de 15 dias

Serviços: Nenhum serviço autorizado.

Observação: Foi realizada na data de 18/03, uma reunião com a Fecomércio – DF onde a ABRASCE fez recomendações para o governador.

 

8 – Campo Grande – 14.195, de 18 de março de 2020

Shopping: Recomendação de fechamento para os shopping centers por 15 dias.

Observação: Bares, restaurantes e lanchonetes no interior dos shoppings com redução em 30% no horário de funcionamento.

 

 

REGIÃO SUDESTE

 

9 – Rio de Janeiro – Decreto 46.973, de 16 de março de 202

Shopping: Recomenda o fechamento dos shoppings centers pelo prazo de 15 dias. Hoje, no dia 18/03, os shoppings centers das redes ANCAR, ALIANSCE SONAE, MULTIPLAN e BRMALLS fecharam seus empreendimentos pelo prazo de 15 dias.

Serviços: Supermercados, farmácias e serviços de saúde, como: hospitais, clínicas, laboratórios e estabelecimentos congêneres em funcionamento no interior desses estabelecimentos operando normalmente. Funcionamento de bares, restaurantes e lanchonetes e estabelecimentos congêneres no interior de “shopping centers” e centros comerciais com redução em 30% do horário de funcionamento, de acordo com o tópico anterior.

 

10 – São Paulo (Estado) – Decreto 64.865, de 18 de março de 2020

Shopping: Suspende o funcionamento dos shopping centers, até 30 de abril de 2020, na região metropolitana de São Paulo.

Serviços: Os supermercados, farmácias e serviços de saúde que estejam no interior continuam funcionando e as atividades internas que não evolvam atendimento presencial ao público, mantidos fechados os acessos ao interior dos estabelecimentos.

 

11 – São Paulo (Capital) – Decreto 59.285, de 18 de março de 2020

Shopping: Fica suspenso o atendimento presencial ao público em estabelecimentos comerciais, no período de 20 de março a 5 de abril de 2020. Os estabelecimentos comerciais deverão manter fechados os acessos do público ao seu interior.

Serviços: As atividades internas dos estabelecimentos, bem como a realização de transações comerciais por meio de aplicativos, internet, telefone ou outros instrumentos similares e os serviços de entrega (delivery) poderão continuar funcionando. As farmácias, hipermercados, supermercados, mercados, feiras livres, açougues, peixarias, hortifrutigranjeiros, quitandas, centros de abastecimento de alimentos, lojas de conveniência, loja de venda de alimentação de animais, distribuidora de gás, lojas de venda de água mineral, padarias, restaurantes e lanchonetes e postos de combustível poderão funcionar.

 

12 – Vitória – Decreto 46.973, de 16 de março de 202

Shopping: Suspenso o funcionamento dos shopping centers por 15 dias;

Serviços: não estão autorizados

 

13 – Belo Horizonte – Decreto 17.304, de 18 de março de 2020

Shopping: Determina a suspensão temporária dos alvarás de localização e funcionamento dos shopping centers pelo prazo indeterminado.

Serviços:

  • As entregas em domicilio e a retirada no local de alimentos prontos e embalados para consumo fora do estabelecimento ficam permitidas.
  • Farmácias, laboratórios, clinicas, hospitais e demais serviços de saúde podem funcionar.
  • As atividades administrativas e os serviços essenciais de manutenção de equipamento, dependências e infraestruturas poderão ser realizadas com adoção de escala mínima de pessoas e quando possível, preferencialmente por meio virtual.

 

 

REGIÃO NORDESTE

 

14 – Salvador – não há decreto até o momento

Shopping: Ainda sem determinação do Poder Público.

Serviços: Ainda sem determinação do Poder Público.

Observação: Foi realizada reunião dos shoppings centers com o Prefeito ACM Neto no dia 18/03, onde foi acertado que será publicado um decreto fechando os empreendimentos, pelo prazo de 15 dias, com exceção de supermercados, clinicas e serviços de delivery.

 

15 – Feira de Santana – Decreto 11.492, de 18 de março de 2020

Shopping: Fica restrito das 12:00 as 20:00, a partir de 19 de março, pelo prazo de 15 dias, o funcionamento dos shopping centers.

Serviços: Estão suspensos

 

16 – Alagoas – Decreto 8.849, de 18 de março

Shopping: Os shoppings centers estão com horário limitado de funcionamento ao público pelo período de 12:00 as 20:00 no prazo de 15 dias.

Serviços: continuam funcionando em horário reduzido.

 

Logotipo Alshop
ALSHOP – Associação Brasileira de Lojistas de Shopping.
R. Samuel Morse, 120 – Cidade Monções – São Paulo
Tel.: +55 11 4871-3960
contato@alshop.com.br
Categorias
Acontece Dicas Economia Notícias

A ALSHOP tem acompanhado todos os desdobramentos que estão atingindo a classe empreendedora do país!

 

Depois que OMS declarou pandemia de coronavírus, no dia 11 de março, a ALSHOP tem acompanhado todos os desdobramentos que estão atingindo a classe empreendedora do país.

 

Em menos de uma semana, a entidade já pôde conceder mais de 70 entrevistas para os principais veiculos de imprensa do país como Globo, Record, Band, CNN, Jovem Pan, Estadão, UOL, entre outros. Nossa equipe interna de comunicação, em parceria com a nossa assessoria de imprensa, estão trabalhando juntas para ganharmos visibilidade nacional e conquistar benefícios durante esse período em que enfrentaremos isolamento social.Com esse espaço na mídia, a ALSHOP ganha ainda mais força para pleitear benefícios que vão diminuir o impacto causado pelo coronavírus na economia.

Em pouquíssimos dias, já conseguimos a liberação de crédito de R$ 500 milhões, com taxas de juros de 0,35% ao mês. Também estamos pleiteando junto ao Governo Federal a liberação do Fundo de Amparo ao Trabalhador para que esse recurso banque os salários dos funcionários durante esse período.

 

Vamos continuar mantendo contato com os nossos associados por meio de newsletters, grupos de whatsapp, e-mail e divulgaremos também nas nossas mídias digitais, para que cada um de vocês possa compartilhar os conteúdos e multiplicar nossas informações e conquistas. Agora é o momento de nos mantermos unidos para vencermos esse período com sucesso.

 

Logotipo Alshop
ALSHOP – Associação Brasileira de Lojistas de Shopping.
R. Samuel Morse, 120 – Cidade Monções – São Paulo
Tel.: +55 11 4871-3960
contato@alshop.com.br
Categorias
Acontece Dicas Economia Notícias

COMO SOLICITAR FINANCIAMENTO PARA CRÉDITO DIGITAL NO SITE DA DESENVOLVE SP

 

Anunciamos hoje mais uma conquista importante para o varejo neste momento delicado em que trabalhamos o combate ao coronavírus (COVID-19). A partir de agora, os varejistas poderão solicitar o Financiamento para Crédito Digital, conhecido como Capital de Giro no site Desenvolve SP.

 

Estamos muito otimistas com todas as conquistas que pleiteamos para o varejo nas últimas horas e seguiremos empenhados para trazer ainda mais benefícios.

 

Encaminho o passo a passo de como fazer essa solicitação, que é simples e rápida. Em nossas redes sociais também estão as mesmas instruções que podem ser compartilhadas para que todos os empresários possam ter conhecimento.

 

Antes de seguir com o preenchimento no site, vocês deverão separar os seguintes documentos:

 

1- Certidão de Débitos Relativos a Créditos Tributários Federais e à Dívida Ativa da União (CERTIDÃO DE REGULARIDADE FISCAL RFB/PGFN);

2- Certificado de Regularidade do FGTS;

3- Recibo de entrega do RAIS do ano anterior;

4- Licença Ambiental (CETESB) ou Declaração de Atividade Isenta de Licenciamento (DAIL);

5- Não possuir pendências financeiras, no Concentre e no Cadin.

 

 Aqui segue o passo a passo:

• Acesse o site: www.desenvolvesp.com.br

• Clicar no botão “Solicitar financiamento” (lado direito superior da tela)

• Preencher com os dados da empresa e clicar no botão “OK”

• Você receberá um e-mail para confirmar a solicitação, clique no primeiro link para confirmar a solicitação.

• Entre no portal e confirme login e senha.

• Inserir login e senha e realizar o preenchimento do Pedido de Financiamento:

• Clicar em “Pedido de financiamento” e em seguida, “Crédito Digital/Capital de Giro”

• Clicar em “Novo”

• Preencher todos os dados solicitados.

 

 

“Juntos vamos superar este momento difícil mas que será temporário para retomarmos nossas atividades.”

Nabil Sahyoun – Presidente ALSHOP

 

Logotipo Alshop
ALSHOP – Associação Brasileira de Lojistas de Shopping. 
R. Samuel Morse, 120 – Cidade Monções – São Paulo
Tel.: +55 11 4871-3960
contato@alshop.com.br
Categorias
Acontece Dicas Economia Notícias

ALSHOP CRIA CANAL DE NEGOCIAÇÃO PARA LOJISTAS EM DIFICULDADE

A ALSHOP (Associação de Lojistas de Shopping) anunciou nesta manhã duas medidas de apoio aos varejistas que estão em dificuldade dado o cenário de restrição ao funcionamento do comércio, em especial dos centros de compra para barrar a expansão da pandemia do coronavírus (COVID-19).

A associação criou um canal de atendimento para orientar lojistas em dificuldade sobre como proceder para negociar taxas de locação e condomínio junto aos shoppings. No e-mail contato@alshop.com.br uma equipe de especialistas irá orientar os lojistas agilizando o atendimento.

Fundo de crédito e outras medidas

A ALSHOP também anuncia uma primeira medida de liberação de crédito obtida junto ao governo estadual pelo Desenvolve SP e Banco do Povo.

“Hoje estivemos em conversa telefônica com a Patrícia Ellen, secretária de desenvolvimento econômico do Estado de São Paulo e ajustamos a criação de uma linha de crédito de R$ 500 milhões com taxas de juros de 0,35% ao mês. Também  estamos pleiteando junto ao Governo Federal a liberação do Fundo de Amparo ao Trabalhador para que esse recurso banque os salários dos colaboradores nesse período de estabelecimentos em horário restrito ou fechado temporariamente”, disse Nabil Sahyoun, presidente da ALSHOP.

Segundo Sahyoun as medidas de crédito especial são válidas para empresas paulistas “no entanto esse pleito junto ao governo federal de liberação do FAT irá beneficiar os lojistas de todo o país”, complementa.

A associação também irá disponibilizar via redes sociais e no site ALSHOP.com.br um passo a passo sobre como obter essa linha de financiamento, taxas de juros e o período de carência. “Estamos empenhados em contato permanente com o governo estadual e federal no sentido de apoiar os mais de 40.000 lojistas que representamos para superar este período difícil com a prioridade de manter os mais de dois milhões pois sabemos que o comércio e serviços são a força motriz da empregabilidade no Brasil”, complementa.

Breve histórico

A ALSHOP tem participado ativamente destas negociações entre os lojistas, especialmente os pequenos empresários e os donos dos empreendimentos bem como no diálogo com as autoridades para atenuar os impactos causados pela expansão do COVID-19.

Nos últimos dias, a associação tem atendido às recomendações das autoridades quanto as restrições de funcionamento do comércio.  Como parte desse diálogo, a entidade conseguiu manter a possibilidade dos supermercados, farmácias, clínicas médicas, laboratórios, bancos, repartições públicas e restaurantes com serviço de entrega continuarem atendendo o público ainda que de forma restrita.

 

Logotipo Alshop

ALSHOP – Associação Brasileira de Lojistas de Shopping. 
R. Samuel Morse, 120 – Cidade Monções – São Paulo
Tel.: +55 11 4871-3960
contato@alshop.com.br

Categorias
Acontece Dicas Economia Notícias

COMUNICADO IMPORTANTE SOBRE A ABERTURA DOS SHOPPINGS

A ALSHOP (Associação Brasileira de Lojistas de Shopping) acompanha os desdobramentos desta crise e une-se ao esforço das autoridades para combater o coronavírus (COVID-19).

A associação entende que os shoppings centers prestam serviços essenciais à população como supermercados para a venda de alimentos, clínicas médicas, laboratórios, farmácias e restaurantes com serviço de entrega. As lojas permanecerão fechadas seguindo a recomendação das autoridades, mas os empreendedores podem decidir livremente pelo funcionamento, ainda que em horário restrito.

Junto com a ABRASCE (Associação Brasileira de Shopping Centers) somos interlocutores junto ao Governo Federal e Estadual para buscar redução e isenção de impostos, e ajuda financeira para que os empresários possam manter a empregabilidade dos seus colaboradores. Esperamos com estas medidas poder aliviar esta situação, que esperamos ser temporária, evitando que o coronavírus se espalhe, para retomarmos a nosso cotidiano.

 

NABIL SAHYOUN

Presidente, ALSHOP – Associação Brasileira de Lojistas de Shopping

ALSHOP – Associação Brasileira de Lojistas de Shopping. 
R. Samuel Morse, 120 – Cidade Monções – São Paulo
Tel.: +55 11 4871-3960
contato@alshop.com.br
Categorias
Acontece Dicas Economia Notícias

ALTERAMOS A DATA DO 5º SIMPÓSIO NACIONAL DE VAREJO E SHOPPING

COMUNICADO IMPORTANTE

 

A Associação Brasileira de Lojistas de Shopping – ALSHOP, atenta a situação enfrentada pelo mundo por conta da pandemia do Corona vírus (COVID-19), bem como, comprometida com a sociedade para tomar as medidas necessárias a contenção e extinção da enfermidade, informa ao público e a seus associados  que o  evento, 5º SIMPÓSIO NACIONAL DE VAREJO E SHOPPING, originalmente agendado para os dias 02, 03, 04 e 05 de abril de 2020, foi adiado (nos moldes das melhores práticas recomendadas pela OMS e pelo Ministério da Saúde do Brasil).

A entidade esclarece, ainda, que nas próximas semanas divulgará a nova data que realizará o evento e que os ingressos que já foram comercializados serão automaticamente transferidos para a nova data.

Por fim, salienta que as inscrições continuam abertas para a participação neste grande evento , bem como, se coloca a inteira disposição para sanar quaisquer dúvidas de nossos associados e público em geral.

ALSHOP – Associação Brasileira de Lojistas de Shopping. 
R. Samuel Morse, 120 – Cidade Monções – São Paulo
Tel.: +55 11 4871-3960
contato@alshop.com.br
Categorias
Acontece Dicas Economia Notícias

COMUNICADO IMPORTANTE SOBRE O COVID-19


Em razão da disseminação do coronavírus, a ALSHOP – Associação Brasileira de Lojistas de Shopping comunica aos seus associados as principais medidas preventivas e cuidados com a saúde e higiene que devem ser observados com seus clientes e colaboradores.

Atitudes básicas de prevenção que devem ser seguidas:

  • Manter os ambientes ventilados;
  • Evitar aglomerações, procurando manter distância entre as pessoas;
  • Lavar as mãos com frequência com água e sabonete líquido;
  • Utilizar álcool gel 70% nas mãos e na superfície de trabalho;
  • Cobrir nariz e boca com lenços de papel ao tossir e espirrar;
  • Não compartilhar copos, canudos, toalhas, talheres, maquiagem, protetores labiais e demais objetos de uso pessoal.

Conforme atestam estudos, o vírus pode sobreviver até 9 dias em temperatura ambiente, em diversos materiais, e por isso recomendamos limpar com frequência as superfícies e locais de trabalho com álcool e desinfetantes que são eficazes contra a propagação do vírus. Dessa forma, os ambientes serão mantidos limpos e saudáveis, preservando a segurança e bem-estar dos clientes e colaboradores das lojas.

Para mais informações sobre o coronavírus, acessar o site do Ministério da Saúde no botão abaixo, ou ligar para o Dique Saúde, pelo telefone 136.

SAIBA MAIS
ALSHOP – Associação Brasileira de Lojistas de Shopping. 
R. Samuel Morse, 120 – Cidade Monções – São Paulo
Tel.: +55 11 4871-3960
WhatsApp: +55 11 96207-7771
comercial@alshop.com.br
Categorias
Dicas

5 DICAS PARA EMPREENDEDORES VIVENCIAREM UMA EXPERIÊNCIA INTERNACIONAL

Quem planeja passar um tempo no exterior, muitas vezes, está com foco em aprimorar um idioma ou algum curso específico. Porém, essa experiência pode ser muito mais enriquecedora. Para jovens empreendedores, em especial, a oportunidade pode trazer um impacto poderoso ao conectá-lo com pessoas e experiências únicas em culturas diferentes.

A EHL, Ecole Hôtelière de Lausanne, reconhecida escola de hospitalidade na Suíça, reúne estudantes de todo os cantos do globo, permitindo que eles se beneficiem não apenas da educação de primeira classe mas, também, desenvolvam uma compreensão mais profunda dos mercados internacionais e construam uma sólida rede pessoal. Inès Blal, Executive Dean da EHL (reitora), descreve cinco dicas sobre como investir tempo em outros países pode beneficiar empreendedores.

  1. Fazer conexões culturais
    O aprendizado de idiomas é o mais lembrado quando se fala dos benefícios de estudar no exterior. Embora seja importante, igualmente significativo é a bagagem cultural que a passagem por um novo país traz.
  2. Desenvolver inteligência emocional
    Viajantes podem desenvolver essa habilidade e outras competências ao conduzirem certos processos que, antes corriqueiros, podem não ser iguais para outras nacionalidades e, portanto, será preciso tentar algo novo. Isso gera flexibilidade na abordagem e traz uma enorme variedade de opções para se pensar ao encontrar um problema.
    As experiências no exterior propiciam uma visão mais ampla e, para os empresários que conseguem guardar esse nível de curiosidade e atenção aos detalhes, aprimoram sua inteligência emocional para fechar negócios.
  3. Desenvolver melhores habilidades de escuta
    Estudar no exterior desenvolve habilidades de escuta e paciência, tão escassas na sociedade moderna. Mesmo entendendo o idioma local, o viajante ouvirá vários sotaques e expressões e estará exposto a diversos conceitos e didáticas.
    Quando a pessoa se torna um ouvinte melhor, ela pode entender de forma clara o que o outro precisa e quer que seja entregue. Isso pode render um novo negócio e garantir a fidelidade do cliente.
  4. Criar autoconfiança
    Estudar e viajar no exterior coloca as pessoas em situações inesperadas. O viajante precisa confiar e si mesmo e se adaptar para prosseguir mesmo quando o resultado não é óbvio. Isso pode ser intimidador, mas quando se desapega de antigos conceitos, algo maravilhoso acontece: a pessoa aprimora sua confiança e intuição e entende que tudo ficará bem, mesmo que não consiga prever o que vai acontecer. A exposição contínua a situações de incerteza cria equilíbrio e autoconfiança, habilidades que recompensam os jovens empreendedores.
  5. Ter novas ideias
    A neurociência diz que o cérebro é estimulado por novas atividades e informações. Então, a mente do viajante está trabalhando mais em um ambiente desconhecido.
    Nesse sentido, passar um tempo em uma nova cultura aumenta a criatividade. Quando tudo é diferente do que se espera, ganha-se uma nova perspectiva sobre hábitos, rotinas, crenças e
    ideias. Isso pode levar diretamente a novos pontos de vista, projetos criativos ou insights que tornam a pessoa melhor nos negócios e na vida.

 

Categorias
Dicas Notícias Tendências

Tendência de mercado, cashback movimenta varejo online

Estratégia muito popular nos Estados Unidos, o Cashback, sistema que devolve ao consumidor um percentual do valor gasto em lojas virtuais, está ganhando espaço no varejo brasileiro. Algumas modalidades já são bem conhecidas, como empresas terceirizadas que disponibilizam o serviço de devolução por meio de site ou aplicativo, em que é possível acessar as lojas parceiras e todas as promoções disponíveis.

Segundo Patricia Cotti, diretora executiva do Instituto Brasileiro de Executivos de Varejo e Mercado de Consumo (IBEVAR), no Brasil, alguns sites já disponibilizam o benefício, como o Méliuz e o Beblue. “A partir do cadastro, as plataformas possibilitam que o cliente receba uma parte do dinheiro gasto em uma conta virtual. O usuário pode aproveitar o valor na própria loja ou em um sistema de loja parceira. Tudo depende de cada modelo, o que pode variar de descontos fixos e ou parcelas diferentes de acordo com a loja ou os produtos vendidos”, explica.

“Basicamente, funciona como um programa de milhagem, mas, neste caso, o benefício é em dinheiro para outras compras. Para o consumidor, o dinheiro é mais palpável, e mais fácil de mensurar do que os pontos, por exemplo”, avalia Patricia.

Existente nos Estados Unidos desde 1990, no Brasil o Cashback é recente, com cerca de cinco anos, e ganhou visibilidade com o surgimento do e-commerce, com as carteiras virtuais. Essa percepção se consolidou quando, em meio à crise, o vendedor se viu obrigado a procurar outras alternativas para atrair o shopper e, a partir daí, houve uma maior adesão dos varejistas a esse tipo de programa.

Além dos sites terceirizados, muitas empresas criaram seus próprios sistemas de Cashback, como a B2W Digital, detentora de marcas como Submarino, Americanas e CVC.com. O programa Ame possibilita que o consumidor utilize o valor devolvido em qualquer empresa do grupo.

 

Fidelização do consumidor

O Cashback é uma maneira de fidelizar o cliente, que muitas vezes prefere receber o dinheiro de volta do que um desconto. “Psicologicamente, para aquele consumidor talvez o valor em real seja mais vantajoso do que outro benefício”, pondera Patricia. A especialista acredita que a fidelização ocorre quando o shopper se sente motivado para voltar naquela determinada loja, seja online ou física, para usar o dinheiro que recuperou na compra passada. “Esse estimulo vira um ciclo de compra, devolve e compra de novo. Isso faz com o consumidor volte sempre naquela loja pelos benefícios que terá”, completa.

Para o varejo, isso garante um fluxo continuo de clientes e os fideliza de forma mais intensa, além de torna-los mais engajados, já que o benefício monetário é um forte atrativo na hora da compra.

 

Inadimplência

Quando o cliente compra a primeira vez com a vantagem do Cashback, a tendência é que ele utilize o dinheiro que recebeu de volta para efetuar uma nova compra naquela mesma loja ou site. Nessa segunda compra, o consumidor pode gastar além do benefício e se ver obrigado a parcelar o valor, por exemplo.

Diante dos benefícios para ambas as partes, loja e consumidor, Patricia faz um alerta. “Com esse ciclo de compra, o shopper pode entrar em um parcelamento, algo de longo prazo, e acabar inadimplente. Isso retorna de maneira negativa ao lojista, porque dependendo do nível da dívida, ele pode não receber o valor integral ou demorar mais tempo que o previsto. Isso faz com que o cliente, que voltaria em um período curto, só consiga fazer uma nova compra no horizonte de dois ou três anos”, comenta.

A orientação da executiva é para que o consumidor estude esses programas e identifique os reais benefícios para utiliza-los de maneira consciente, para que não haja nenhum problema.