Categorias
Dicas

Festival do Churrasco segue até 30 de junho no Montana Grill

O Montana Grill, que completa 22 anos em 2019 e é a mais tradicional rede de grelhados do país, conta com mais de 100 unidades espalhadas por 17 estados. Com o slogan “Tradicional como Churrasco”, oferece cortes selecionados, preparados de maneira saborosa.

Em 2018, a marca inaugurou em Londrina a primeira loja no modelo de container. O novo formato tem custo de investimento menor em relação às lojas tradicionais e expande as possibilidades de alimentação do público, já que vai além dos shoppings, contando com delivery e retirada no balcão.

No ano passado, foi premiado pela 4ª vez pelo voto do consumidor na categoria Culinária Rápida, do Prêmio Lojista ALSHOP. Também estreou no Youtube com o canal “Chef Montana”, com várias dicas de como preparar um bom churrasco.

Com faturamento de R$ 170 milhões em 2018, a rede investe em promoções e campanhas para ampliar a força da marca. Atualmente, realizam o Festival do Churrasco Brasileiro, onde três pratos são vendidos com valor especial (filé de sobrecoxa, picanha e a linguiça toscana), a promoção estará disponível até o final de junho.

Confira as lojas participantes: www.montanagrill.com.br

 

Categorias
Dicas

TOTVS lança solução mobile com inteligência artificial para o varejo

A TOTVS, líder brasileira no desenvolvimento de software de gestão, anuncia o lançamento do RetailApp One, multiplataforma que unifica e conecta todos os principais indicadores de performance (KPIs) e gestão do varejo. A nova versão, desenvolvida em parceria com a RetailApp, companhia americana especializada em tecnologias para o varejo, inclui as habilidades das redes sociais com inteligência de negócios (BI) e entrega um conjunto completo de informação de forma altamente efetiva.

Integrada aos softwares de gestão da TOTVS e diversos outros, a plataforma, que utiliza todos os dados de ERP para gerar informações em tempo real, é totalmente intuitiva e permite que os varejistas, de todos os tamanhos, tomem decisões mais assertivas. Entre as novidades está a conexão integrada das equipes, uma vez que a solução possibilita o acesso desde o CEO da companhia até os funcionários de vendas na loja, com toda comunicação realizada por meio de chat, áudio e ligação pelo próprio aplicativo.

Além disso, a nova versão possui um conceito gaming, que baseado em mérito pessoal, ajuda identificar e destacar as pessoas de alto desempenho dentro da empresa. Outra grande novidade é a assistente virtual LARA dentro do TOTVS RetailApp One, que permite acessar relatórios com dados em tempo real. Por fim, a plataforma passa a incluir o checklist operacional, módulo com o qual os gerentes e supervisores conseguem ter uma visão e controle mais próximo de todas as equipes.
O aplicativo já possui mais 45 indicadores configurados que possibilitam a compreensão dos detalhes da operação, como ticket e preços médios, ranking das lojas, comparativos com períodos anteriores, acumulado semanal e controle do mix de produtos, por exemplo.

A solução está disponível para baixar na App Store e Play Store.

 

Categorias
Dicas

O QUE É E PARA QUE SERVE UM SISTEMA DE GESTÃO

Um sistema de gestão empresarial nada mais é que um software com diferentes módulos, que se destinam a facilitar determinadas atividades dentro de um negócio por meio da automatização de processos. Em geral, essas tarefas fazem parte da rotina de todos os tipos de empresas, independente do seu porte ou segmento de mercado.

De acordo com a Associação Brasileira de Empresas de Software (ABES), empresas que utilizam um sistema de gestão crescem 35% mais rápido que as que não adotam a tecnologia. A produtividade também é maior nas companhias que fazem uso da solução, sendo 10% superior que nos outros negócios.

O investimento em tecnologia só cresce em todo o mundo, e o Brasil já ocupa a 9ª posição no ranking de maiores mercados de softwares e serviços de TI.

Mas como um sistema de gestão é capaz de aumentar a conversão de vendas, a lucratividade e gerar parcerias mais assertivas para uma empresa?
Automatizando processos mais simples do que muitos imaginam como o cadastro de clientes, produtos, serviços e fornecedores, controle financeiro, controle de estoque, emissão de notas fiscais, orçamentos, contratos, atendimentos e relatórios.

Entre diversas vantagens, o sistema de gestão possibilita:

• Uma rotina de trabalho mais produtiva e eficiente;
• Maior controle e segurança sobre os setores e dados da empresa;
• Menor margem de erros nas ações;
• Alta capacidade de planejamento;
• Tomada de decisões mais assertiva;
• Economia para a empresa.

Categorias
Dicas

PETZ PRÊ ABERTURA DE 500 VAGAS ESTE ANO

Mesmo com a retração da economia brasileira no primeiro trimestre do ano, a Petz avança com a expansão da rede de lojas e deve fechar o ano com 116 unidades. Diversos empregos já foram gerados este ano para compor as equipes das 88 lojas Petz no país atualmente.

Nos próximos dias, mais 4 unidades serão inauguradas e a Petz já iniciou os processos de seleção. Neste momento, a rede busca 27 profissionais para serviços de banho e tosa para as novas unidades e também para quadros de 10 lojas em funcionamento.

A rede de pet shop prevê fechar o ano com crescimento de 20% e um total de 116 unidades em oito estados e no Distrito Federal. O fenômeno da humanização dos bichos de estimação tem alavancado o consumo de produtos e serviços de qualidade, beneficiando o mercado pet. O setor movimentou em 2018 mais de R$ 20 bilhões, 9,8% a mais que em 2017, segundo projeção da Euromonitor International.

Conheça algumas das vagas disponíveis nas unidades Petz:

Salvador, BA: 4 vagas (2 tosadores e 2 banhistas)
Vitória, ES: 4 vagas (2 tosadores e 2 banhistas)
Contagem, MG: 4 vagas (2 tosadores e 2 banhistas)
Praia Grande, SP: 4 vagas (2 tosadores e 2 banhistas)

Categorias
Dicas

Quais os beneficios da terceirização? Entenda!

A terceirização de atividades pelas empresas se tornou um novo nicho de mercado, sobretudo a partir das mudanças legislativas ocorridas no país. Em 2017, a Lei da Terceirização (13.429/2017) foi promulgada, autorizando as companhias a contratar empresas para realizarem serviços, mesmo que estivessem ligados à atividade-fim da companhia. Veja quais os benefícios da terceirização;

Anteriormente, a exteriorização ou outsourcing – como também são chamados esses processos – era validada apenas às atividades-meio, normalmente relacionadas à limpeza, à segurança, Tecnologia da Informação, entre outras. Veja quais os beneficios da terceirização:

Muitas companhias permaneciam receosas em terceirizar atividades devido à insegurança jurídica. Isso mudou de cenário em agosto do ano passado, quando o plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu, por 7 votos a 4, que as companhias estavam autorizadas a exteriorizar inclusive iniciativas relacionadas à atividade-fim. Mas, talvez, uma questão que passe pela cabeça de muitos empresários é: por que terceirizar um serviço essencial à minha empresa?

Quais os beneficios da terceirização

quais os beneficios financial-control-work-official-form-business-1439121-pxhere.com
Reprodução: Pixabay

Em primeiro lugar, ao ter uma empresa terceirizada como responsável em vez de os próprios colaboradores, muda-se a forma de cobrança, estabelecida por um contrato, com prazos e metas em uma relação entre duas companhias.

O gestor da terceirizada se torna o responsável por aquela operação ou atividade, fazendo com que a exigência por resultados e soluções seja direcionada a uma empresa. Para tal, geralmente são estipuladas metas que devem ser buscadas pela terceirizada e que podem estar em linha com diferentes conceitos, seja de economia, de produtividade, de corte de custos, entre outros.

Veja mais:

As reformas devem impactar o setor varejista em 2019

Google vai oferecer serviços de consultoria para o varejo

Domino’s tem pizzas com 50% de desconto

O gestor da empresa contratante, ao optar por terceirizar determinadas atividades, pode escolher iniciativas essenciais para permanecer sob o seu controle. Dessa maneira, consegue permanecer focado em aspectos estratégicos do negócio, evitando gerir departamentos periféricos e que costumam absorver mais tempo do que deveriam.

Fator humano

Embed from Getty Images

Outro ponto determinante está na necessidade de diminuir o chamado fator humano: ou seja, a necessidade em lidar com a mão de obra. Sendo assim, cada vez mais, as empresas buscam executivos capazes de lidar com as pessoas. No caso de uma terceirização, a forma de cobrança é mais específica, focada apenas no resultado, reduzindo essas dificuldades. Nesse quesito, destaca-se também a redução de riscos, já que todos os custos de indenizações trabalhistas. Desse modo, serão absorvidos pela empresa terceirizada e não pela contratante.

O que acontece?

Dessa forma, as companhias conseguem projetar de forma mais adequada os seus orçamentos, sem a possibilidade de surgimento de encargos inesperados, especialmente trabalhistasprevidenciários.

*Igor Marçal é especialista em terceirização e é sócio do Grupo Primee. Para contacta-lo, clique aqui.

Por fim, o que você achou? Quais os beneficios da terceirização? Diga pra gente o que achou nos comentários abaixo!

Fique ligado em tudo que rola por dentro do mundo da ALSHOP. Siga-nos nas mídias sociais:

Portal de Notíciashttps://goo.gl/xaKMbH

Facebookhttps://goo.gl/eMwd8r

Linkedinhttps://goo.gl/XSHcHg

YouTubehttps://goo.gl/hkhfnX

Instagram: http://bit.ly/2MbwFQM 

Categorias
Dicas

Dia do Consumidor 2019: dicas para vender via e-mail marketing

É difícil encontrar alguém que goste de receber e-mail marketing. Muitas pessoas criaram um preconceito com a ferramenta justamente pelo uso incorreto dela por parte de algumas companhias. Veja como transformar o e-mail marketing em uma verdadeira ferramenta de relacionamento com o consumidor e, mais ainda, uma forma viável de recuperar carrinhos abandonados no e-commerce.

Durante o Dia do Consumidor 2019: Brasil., muitos lojistas aproveitam para vender mais, porém, sem enxergar algumas oportunidades de ouro. Dessa forma, a Alshop falou com o especialista Felipe Rodrigues, CEO da ENVIOU – empresa reconhecida por reunir uma suíte de ferramentas que ajuda os e-commerces a vender mais e que conta com uma plataforma especializada em e-mail marketing, recuperação de carrinhos abandonados e de boletos não pagos.

Rodrigues vem orientando executivos das empresas que fazem uso da plataforma criada por ele quanto ao uso correto da ferramenta a fim de que ela funcione efetivamente como um meio de conquista e fidelização de clientes. Todavia, também é interessante fazer uso do e-mail marketing para veicular conteúdo de interesse dos clientes e que levem informações claras para o consumidor de forma que seja estabelecida uma relação de confiança entre as partes.

Por meio de aulas simples, via internet, ou treinamentos presenciais, Rodrigues mostra como determinados cuidados fazem toda a diferença na hora de se comunicar com os potenciais clientes e até com aqueles que fazem pedidos recorrentes por produtos ou serviços usando a internet como interface.

vendas online email marketing
Reprodução: Kelsey Vere/Pixabay

As dicas são efetivas e já auxiliaram na recuperação de mais de R$ 80 milhões em carrinhos abandonados para as lojas online atendidas. Atualmente, a empresa contabiliza mais de 40 mil lojas cadastradas em sua base de usuários.

Mais do Dia do Consumidor 2019:

Confira as principais promoções com descontos de até 80% no Dia do Consumidor 2019

Como montar uma loja virtual: veja o passo a passo

Marketplace: O que é, como funciona e como anunciar

Sendo assim, confira alguns números sobre a edição anterior da data:

números dia do consumidor 2019:
Reprodução: Google

O que acha? Vamos falar sobre o assunto aos varejistas e prestadores de serviços, que se valem da internet, de um modo geral, a fim de educá-los para o uso seguro e consciente da ferramenta, de forma que tanto eles quanto os consumidores saiam ganhando?

Gostou do artigo? Diga pra gente nos comentários abaixo!

Fique ligado nos canais ALSHOP e não perca uma novidade:

Portal de Notíciashttps://goo.gl/xaKMbH

Facebookhttps://goo.gl/eMwd8r

Linkedinhttps://goo.gl/XSHcHg

YouTubehttps://goo.gl/hkhfnX

Instagram: http://bit.ly/2MbwFQM 

Categorias
Dicas

Confira as principais promoções com descontos de até 80% no Dia do Consumidor 2019

Na próxima sexta-feira (dia 15), é comemorado o Dia do Consumidor 2019. Aproveitando a data, várias lojas de varejo promovem queima de estoques para atrair os clientes. De acordo com um levantamento divulgado nesta segunda-feira pela Ebit|Nielsen — empresa referência em informações sobre o comércio eletrônico brasileiro — a estimativa de faturamento deve chegar a R$ 258 milhões, o que equivale a uma alta de 18% em relação ao ano anterior.

Em termos de faturamento médio diário, o Dia do Consumidor 2019 no Brasil perde somente para a Black Friday, principal período para o comércio eletrônico. Segundo a Ebit|Nielsen, categorias tradicionais como eletrônicos, eletrodomésticos, moda e acessórios, casa e decoração e cosméticos e perfumaria devem ser as mais buscadas pelos consumidores. Entretanto, assim como na Black Friday, categorias menos tradicionais, como alimentos e bebidas, pet shop, papelaria e turismo também têm espaço para faturar mais.

De acordo com o Google Trends, ferramenta de análise de tráfego da gigante, as buscas relacionadas ao Dia do Consumidor 2019 praticamente dobraram de 2017 para 2018. Ao todo, cerca de 35 milhões de pessoas já conhecem a data comercial no Brasil.

Dados da Social Miner mostram que 57% dos entrevistados que pretendem fazer compras devem gastar mais de R$ 200. A maioria também respondeu que deverá usar o cartão de crédito.

Veja também:

Criteo indica tendência de alta nas vendas do Dia do Consumidor 2019

ALSHOP premia empresário do ano na 4º edição do Simpósio Nacional de Varejo e Shopping

Confiança do empresário paulistano sobe pelo quarto mês consecutivo, aponta ICEC

Confira algumas das principais ofertas:

Rede Etna

A rede Etna vai oferecer descontos de até 80%, tanto no site quanto em lojas físicas, até o dia 17 de março. Entre os itens selecionados, estão:

• artigos de cama e banho

• decoração

• utilidades domésticas

• organização

• iluminação e móveis com design diferente

Uma mesa lateral de aço carbono, por exemplo, que custava R$ 299,90, pode ser comprada por R$ 59,98, e o tapete de algodão nas dimensões 90cmx150cm baixou de R$ 749,90 para R$ 149,90.

Buscapé

No portal Buscapé, será possível encontrar, durante esta semana, descontos de até 50%. A SmarTV LED 40 Full HD com conversor digital e wi-fi é vendida a R$ 1.519,05, valor 42% mais barato, por meio das Casas Bahia.

Ponto Frio

O refrigerador Brastemp Side Inverse Frost Free está com abatimento de 39%, por meio das lojas Ponto Frio, saindo por R$ 3.609,05.

simposio hamilton mourão alshop

Youse/Caixa Seguradora

Os 200 primeiros clientes da Youse, plataforma de venda de seguros online da Caixa Seguradora, que contratarem o seguro de automóveis via aplicativo ou pelo site entre os dias 11 e 17 de março ganharão uma caixa personalizada da marca com produtos para cuidar do carro: flanelas, limpa ar-condicionado, lava-seco, cera líquida, cristalizador de vidro e aromatizante.

Supermercado Extra

O supermercado Extra tem descontos exclusivos pela internet: com 38% de abatimento, o varal de chão Mor 6005 em aço com abas baixou de R$ 92,68 para R$ 56,90; o liquidificador Philco PH900 com 12 velocidades caiu de R$ 155,87 para R$109,90, enquanto o conjunto de utensílios Euro Home para cozinha IN9444 com seis peças tem 47% de desconto: baixou de R$ 75,90 para R$ 39,90.

Cuidados durante o Dia do Consumidor

dia do consumidor 2019
OpenClipart/Pixabay

O Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec) recomenda que os consumidores conheçam a política de trocas antes de efetuarem as compras e fiquem atentos às falsas liquidações, porque algumas lojas podem aumentar propositalmente os preços dos produtos antes de aplicar os descontos.

O Idec ainda alerta para as condições do produto em liquidação, pois não é raro estabelecimentos — principalmente lojas de roupas — colocarem preços mais baixos em itens com pequenos defeitos. Todavia, se o problema for descoberto apenas depois da aquisição, a empresa é obrigada a fazer a substituição, mesmo que o produto tenha sido comprado numa liquidação.

As condições de pagamento também devem ser levadas em conta: o preço para pagamento com cartão de crédito nunca deve ser diferente do praticado para compras à vista.

Para compras à distância, efetuadas pela internet ou pelo telefone, por exemplo, o consumidor tem o direito de se arrepender em até sete dias e pedir o cancelamento, devolvendo o produto e recebendo o dinheiro de volta. Caso o consumidor se sinta enganado, pode procurar o Procon de sua cidade.

No Dia do Consumidor 2019 (próxima sexta-feira), o instituto vai fazer atendimento gratuito e aberto ao público, com a presença de advogados e especialistas em planos de saúde, serviços financeiros e produtos, temas que historicamente são líderes do ranking de reclamações. O atendimento será feito pelo telefone (11) 3874-2156 e presencialmente, em sua sede, em São Paulo.

Via Extra.

Fique ligado nos canais ALSHOP e não perca uma novidade:

Portal de Notíciashttps://goo.gl/xaKMbH

Facebookhttps://goo.gl/eMwd8r

Linkedinhttps://goo.gl/XSHcHg

YouTubehttps://goo.gl/hkhfnX

Instagram: http://bit.ly/2MbwFQM 

Categorias
Dicas

Como montar uma loja virtual: veja o passo a passo

Como montar uma loja virtual de sucesso é uma dúvida comum entre empreendedores que sonham em ter o próprio negócio. Diversos são os fatores que os levam a optar por um site de vendas (loja online), principalmente o fato de não haver a necessidade de aluguel ou compra de espaço físico, o que geralmente demanda um alto investimento, e a possibilidade de atingir consumidores em diferentes estados e países.

Inicialmente, a pergunta “como montar uma loja virtual” fica restrita a questão estruturante, porém, ela também tem certa relevância no quesito de ‘estudo de caso’. Portanto, é importante planejar-se com antecedência para efetivamente abrir o seu negócio online.

Por isso, vale lembrar que o comércio eletrônico está em alta no mundo inteiro, com indicadores que tendem a melhorar ainda mais neste ano. Para se ter uma ideia, a expectativa global é de que, até 2025, o comércio eletrônico movimente incríveis US$ 4 trilhões, sendo o Brasil um dos países que mais manterá este mercado aquecido até lá.

Mas, apesar destes fatores que realmente seduzem novos empreendedores, montar uma loja virtual sustentável não é exatamente uma tarefa fácil, pois requer inúmeros cuidados.

Veja mais: Entenda o que é humanidade aumentada e as tendências para o futuro

Com base neste cenário, elaboramos um passo a passo resumido com os principais pontos sobre como montar uma loja virtual e quais são os pontos que merecem maior atenção por parte dos empreendedores que desejam ingressar no segmento de vendas pela internet.

Como montar uma loja virtual: organização e planejamento

como montar uma loja virtual
Reprodução: Px Here

Buscar informações sobre o mercado digital e sobre o segmento no qual se pretende ingressar é imprescindível. Com isso, é possível conhecer e entender as ‘dores’ dos consumidores que serão o público-alvo do negócio, para saber como os produtos ou serviços que serão oferecidos podem saná-las.

É importante conhecer a concorrência, pois ela pode ter muito a ensinar, principalmente com problemas enfrentados, bem como conhecer profundamente o público-alvo para o qual se pretende oferecer produtos e serviços, até mesmo para um melhor posicionamento de marca.

Avaliar os diferenciais que o negócio pode ter também é fundamental. Empreender oferecendo mais do mesmo não é o melhor caminho.

Como montar uma loja virtual: investimento

como montar uma loja virtual
Imagem por Stevepb na Pixabay

Com base em todas essas informações, já é possível calcular melhor o investimento necessário e os riscos inerentes ao empreendedorismo.

Nesta etapa, é preciso ter em mente todo o tipo de investimento necessário para iniciar operações e para manter o negócio funcionando de forma saudável.

Muitos especialistas prestam consultoria para este tipo de situação, pois geralmente é uma tarefa minuciosa e que requer um olhar profissional abalizado. Questões como cálculos de impostos podem ser realmente complexas, mas não podem deixar de ser feitas.

Após essa análise, é preciso ser bastante racional para medir a possibilidade de sucesso. Apesar do empreendedorismo estar sempre ligado a riscos, a maioria deles pode ser calculada.

Portanto, faça tudo com todo o devido cuidado!

Como montar uma loja virtual: plataforma

plataforma como montar uma loja virtual
Imagem por mohamed_hassan na Pixabay

Para esta etapa, é preciso considerar o quanto se pretende crescer em curto prazo, pois só assim será possível definir o tipo ideal de plataforma para o negócio.

O mercado oferece algumas delas gratuitamente, com código aberto, mas somente as pretensões do negócio, somadas a disponibilidade de investimento inicial, poderão clarear a escolha.

Além disso, é importante considerar o que foi estudado no momento do planejamento. Por exemplo, não adianta criar um site que não seja responsivo a smartphones, pois o crescimento das compras via celular tem aumentando exponencialmente em todo o mundo.

Como montar uma loja virtual: segurança

security como montar uma loja virtual
Imagem por pixelcreatures na Pixabay

É fundamental ter segurança em todas as etapas da jornada de compras dos clientes. Assim, os dados devem estar sempre protegidos, a navegação deve estar livre de atritos e as transações devem estar imunes à ação de fraudadores.

Alguns meios de pagamento oferecem soluções antifraude e-commerce que podem não ser suficientes. Escolher um parceiro especializado é primordial para proteger clientes legítimos e evitar prejuízos com os temidos chargebacks – nome dado para os estornos de cartão de crédito que recaem sobre os varejistas.

Como montar uma loja virtual: divulgação

divulgação como montar uma loja virtual
Imagem por geralt na Pixabay

Assim como não adianta ter uma loja online segura sem mostrar aos clientes que ela é segura, não adianta ter um comércio que passou por todo o rigoroso processo de organização, planejamento e implantação sem que as pessoas saibam disso, sem que futuros clientes sejam impactados por ações de marketing e sem que o empreendedor saiba como atrair clientes.

Investir em meios de geração de tráfego para a loja online é só uma das etapas. Também é preciso concentrar esforços em conversão de clientes e retenção dos mesmos. A matemática desta etapa é relativamente simples. As pessoas precisam passar pelo seu site ou aplicativo, essas pessoas precisam se tornar clientes e, por fim, precisam ser fidelizadas como compradores recorrentes.

Por fim, a elaboração de um projeto de SEO é essencial para a encontrabilidade da sua loja virtual. Desse modo, além de gerar despesas que podem ser evitadas, causa bastante transtornos para o dia a dia da sua loja virtual.

Como montar uma loja virtual: escritório

conference room como montar uma loja virtual
Imagem por Free-Photos na Pixabay

Ainda que não conte com um espaço físico, é muito importante para o varejista contar com um escritório de retaguarda que o ajude em questões como controle de finanças, emissão de notas fiscais e controle de estoque, por exemplo.

Algumas plataformas de hospedagem incluem este tipo de serviço em seu escopo, mas é preciso avaliar a relação entre custo e benefício.

Uma dica aqui é relacionar o custo destes controles ao volume de pedidos que o comércio eletrônico tem diariamente.

Como montar uma loja virtual: auxílio jurídico

auxílio jurídico como montar uma loja virtual
Imagem por succo na Pixabay

Procurar ajuda especializada, principalmente em direitos do consumidor, fará com que o varejista evite muitos problemas futuros e, acima de tudo, consiga manter a melhor relação possível com os consumidores.

Manter operações dentro da lei é obrigação de todos os empreendedores, e esta condição, obviamente, é inegociável.

Veja mais sobre esse tema aqui.

Como montar uma loja virtual: logística

Logística em como montar uma loja virtual
Imagem por Mediamodifier na Pixabay

Parte vital de um comércio eletrônico, a logística tem que ser absolutamente eficiente. Ela é a responsável por praticamente todas as etapas do fluxo de validação e finalização de uma compra.

Aqui, o varejista pode optar por trabalhar com Correios ou transportadoras particulares. Independente da escolha, não se pode perder de vista a preparação para uma logística reversa, pois produtos, em diversas circunstâncias, podem ser devolvidos por clientes.

Em suma:

• Planeje previamente

•  Pense no cliente em potencial

•  Estude a logística reversa para seu negócio

•  Conheça melhor os softwares específicos

Como montar uma loja virtual: pessoal

negócio de pessoal como montar uma loja virtual
Imagem por StartupStockPhotos na Pixabay

Uma reflexão importante a se fazer é o tamanho da equipe necessária para iniciar o e-commerce.

Dificilmente o empreendedor terá o conhecimento ideal em todas as áreas relacionadas às etapas do processo, o que talvez torne necessária a contratação de pessoal especializado.

Por ser um investimento que tem inúmeras variáveis, é recomendável que o empreendedor volte à etapa de planejamento e avalie muito bem quantas pessoas ele pode manter na equipe inicial.

No intuito de economizar, muitos empresários da área tocam o negócio sozinhos e acumulam tarefas. O resultado é, em muitos casos, o fechamento do e-commerce.

Dicas finais para a contratação:

• Conhecimento sobre a área do e-commerce e/ou internet;

• Curiosidade e facilidade com tecnologia;

• Conhecimento em Marketing Digital;

Por que escolhemos essas três habilidades?

Pois ambas podem ser encontradas em uma pessoa ou em mais profissionais. Dessa maneira, você pode adequar as necessidades ao seu orçamento. No entanto, fique atento para não ocorrerem acúmulos de funções.

Caso surjam dúvidas, assista ao vídeo tutorial do SEBRAE:

Outras fontes para saber mais sobre o tema:

Ecommerce

E-Commerce Brasil

 Sebrae

Ecommerce News

 Ecommerce Brief

 Internet Innovation

Marketing

 Blog da Agencia Mestre

 Resultados Digitais

 Mundo de Marketing

*Rafael Lourenço é vice-presidente executivo da ClearSale US.

E aí, gostou do tutorial? Diga pra gente nos comentários abaixo!

Fique ligado nos canais ALSHOP. Siga-nos e não perca uma novidade:

Portal de Notíciashttps://goo.gl/xaKMbH

Facebookhttps://goo.gl/eMwd8r

Linkedinhttps://goo.gl/XSHcHg

YouTubehttps://goo.gl/hkhfnX

Instagram: http://bit.ly/2MbwFQM 

Categorias
Dicas

Humanidade aumentada e as tendências para o futuro

Ao passear pelo noticiário encontramos muitas tentativas de robôs imitarem humanos utilizando tecnologias de inteligência artificial (IA) e processamento de linguagem natural (PLN). Uma iniciativa, em especial, se tornou muito lucrativa, a pintura chamada de Retrato de Edmond Belamy, criada por um algoritmo de IA, chamado OBVIOUS. Para confeccionar a obra, que foi vendida por 430 mil dólares em outubro de 2017, OBVIOUS, o primeiro robô artista, utilizou a tecnologia de aprendizagem da máquina, alimentando-se com 15.000 retratos pintados entre os séculos 14 e 20.

Christian Genorasso, membro do comitê Macroeconômico do ISAE Escola de Negócios, falou sobre as tendências da chamada ‘humanidade aumentada’.

“A tendência é que as máquinas participem cada vez mais de nossas vidas, deixando de ser meros assistentes que imitam o comportamento humano e se tornem um complemento, executando atividades como agendar horário no cabeleireiro, cancelar e contratar serviços e obter relatórios de performance financeira de sua empresa, de forma eficaz. Este é o caminho para a Humanidade 2.0, elevada a um novo patamar de possibilidades, habilitada pela tecnologia”, explica Christian.

Com a consolidação da computação quântica, talvez em 10 anos teremos grandes avanços na máquina superinteligente. Mas ainda será uma imitação. Como seres humanos tomamos decisões com base em nossas emoções.

Veja mais: Como o avanço tecnológico testa o tradicional modelo de negócios

Elon Musk
Reprodução: Wikimedia Commons

“Um bom exemplo é Elon Musk, que no começo dos anos 2000 era apenas um empresário bem-sucedido no ramo de tecnologia, com quase nenhuma experiência em corrida espacial. Atualmente, com a SpaceX, Musk é um dos principais fornecedores de lançamentos espaciais da NASA, agência aeroespacial americana. Entrar no ramo aeroespacial e colonizar marte é a missão da SpaceX e o sonho de Musk. O nível de conexões, conscientes e subconscientes, para este tipo de decisão está décadas à frente do que a tecnologia imaginável pode executar”, comenta Genorasso.

Novos empregos substituirão outros

Embed from Getty Images

Grande parte dos empregos consumidos por automatizações de atividades repetitivas serão substituídos por novas funções, como o treinamento e sustentação de robôs, que serão complementados com entendimento binário dos algoritmos.

Segundo Genorasso, atividades de alto valor agregado como decidir qual o tratamento mais efetivo para um paciente, qual o melhor investimento a se fazer para garantir o crescimento de corporações globais e evoluir projetos de engenharia mais seguros, por exemplo, terão sempre a participação de um ser humano com simultâneas interações da inteligência artificial para aumentar sua capacidade de identificar riscos e melhorar a qualidade de suas decisões.

“Atualmente, aviões da Boeing já são capazes de realizar voos de forma autônoma utilizando inteligência artificial. A empresa asiática Asiana proíbe os pilotos de ativar o controle manual acima dos 3 mil pés. Mas apesar das automatizações, está longe de existirem aeronaves, sem supervisão, circulando o espaço aéreo”, detalha Douglas M. Moss, consultor de aviação da AeroPacific.

Ele ressaltou, no entanto, que nada substitui a inteligência humana:

“Apesar da capacidade das máquinas, nada substitui as decisões tomadas por um ser humano, principalmente em momentos críticos”, completa o especialista.

Big Data

Embed from Getty Images

Bem como disse o Tio Ben a Peter Parker, o ‘homem-aranha’, “grandes poderes trazem grandes responsabilidades”.

Assim sendo, além da ‘humanidade aumentada’, outro fator muito debatido na sociedade atualmente tem sido a coleta de um grande acervo de dados pessoais das pessoas, o chamado ‘Big Data‘.

Desse modo a demanda por ética e transparência no digital só fará crescer. Como resultado as grandes empresas de tecnologia já estão sob forte pressão. De que forma somos afetados pelos algoritmos? Qual é o plano para lidar com os efeitos da automatização sobre o emprego? Como conter fake news e discursos de ódio? Essas e outras perguntas terão de ser respondidas. Mais do que isso, a indústria da comunicação precisará se comprometer em criar soluções efetivas — e humanas.

Qual será o futuro da humanidade e a tecnologia? Diga pra gente o que pensa nos comentários abaixo!

Fique ligado nos canais ALSHOP. Siga-nos:

Portal de Notícias: https://goo.gl/xaKMbH

Facebookhttps://goo.gl/eMwd8r

Linkedinhttps://goo.gl/XSHcHg

YouTubehttps://goo.gl/hkhfnX

Instagram: http://bit.ly/2MbwFQM