Categorias
Acontece Dicas Economia Notícias Tendências

Shopping TOTAL estimula vendas on-line pelo WhatsApp

Livros, óculos, roupas, calçados, brinquedos, chocolates e até artigos para o lar. Estes e muitos outros itens podem ser encontrados nas Redes Sociais do Shopping TOTAL. Desde a paralisação de serviços considerados não essenciais em Porto Alegre, no final de março, o empreendimento estimula o e-commerce, com conteúdos focados nas Lojas, marcas e produtos, além de compartilhamentos de dicas e curiosidades, especialmente em seu Facebook, Instagram e site. Em breve, também vai lançar um Encarte Digital com ofertas para o Dia das Mães.

O uso do WhatsApp também tem sido amplamente estimulado, contribuindo para que a comunicação seja ainda mais rápida e direta com os consumidores. O TOTAL tem disponibilizado aos clientes uma listagem com os telefones celulares dos lojistas, para mensagens de WhatsApp, e os portais das marcas, para a visualização das lojas virtuais. Com o incentivo do próprio Shopping, esta lista é atualizada com frequência e está cada vez maior, oferecendo uma gama de produtos ao público.

Geralmente, o delivery é utilizado para as entregas na Região Metropolitana e os Correios para todo o Brasil. Vale lembrar que, depois das compras on-line, o envio para os clientes segue padrões de higienização. Para acesso à listagem completa, acesse: https://shoppingtotal.com.br/

Categorias
Acontece Dicas Economia Notícias

PASSO A PASSO CRÉDITO DIGITAL DESENVOLVE SP

Depois de anunciar as medidas de apoio aos varejistas que enfrentam a crise causada pelo coronavírus, a ALSHOP (Associação Brasileira de Lojistas de Shopping) orienta os varejistas a solicitarem o crédito disponibilizado pelo Governo Estadual, por meio do Desenvolve SP- Banco do Empreendedor e Banco do Povo, que liberou um grande valor ao setor como forma de promover a liquidez economia durante o período de isolamento social.

Abaixo o passo a passo de como fazer essa solicitação, que é simples e rápida. Em nossas redes sociais também estão as mesmas instruções que podem ser compartilhadas para que todos os empresários possam ter conhecimento.

Antes de seguir com o preenchimento no site, vocês deverão separar os seguintes documentos:

.

DOCUMENTOS BÁSICOS:

.

  • Fichas de Cadastros de PJ e PF envolvidas direta ou indiretamente com a empresa (sócios, dirigentes, avalistas, procuradores e intervenientes) devidamente preenchidas e assinadas;

  • Alvará de Funcionamento ou Inscrição municipal;

  • Cartão do CNPJ;

  • Cópia autenticada de Procuração pública, quando a pessoa jurídica estiver representada por procurador.

.

->  Confira o checklist completo da documentação necessária para a solicitação CLICANDO AQUI

.

OBSERVAÇÃO: O pedido só deve ser realizado por empresas que possuam faturamento mínimo de 81 mil/ano e que tenham pelo menos 12 meses de faturamento.

.

.

PASSO A PASSO CRÉDITO DIGITAL DESENVOLVE SP

.

.

ATENÇÃO! O acesso deve ser realizado utilizando o Internet Explorer

.

1 – ACESSE O PORTAL E SOLICITE SEU LOGIN E SENHA

.

  • Acesse o site: www.desenvolvesp.com.br

  • Clicar em “SOLICITAÇÕES ONLINE” no canto superior direito da tela

  • Preencher com os dados da empresa e clicar no botão “OK”

  • Você receberá um e-mail para confirmar a solicitação, clique no primeiro link para confirmar a solicitação.

  • Entre no portal e confirme login e senha.

.

2 – INSERIR LOGIN E SENHA E REALIZAR O PREENCHIMENTO DO PEDIDO DE FINANCIAMENTO

.

  • Clicar em “PEDIDO DE FINANCIAMENTO” e em seguida, “CRÉDITO DIGITAL/CAPITAL DE GIRO”

  • Clicar em “NOVO”

  • Preencher todos os dados solicitados

  • No campo “ENTIDADE EMPRESARIAL” inserir o código 1013, para escolher a ALSHOP- Associação Brasileira de Lojistas de Shopping como entidade parceira

  • Não esquecer de preencher o Questionário de Responsabilidade socioambiental.

.

OBSERVAÇÕES:

.

1 – O preenchimento correto dos dados da empresa é essencial, os dados devem ser preenchidos tendo como base o Cartão do CNPJ da empresa, atentando-se à data de Constituição e à natureza jurídica da empresa (se a empresa possui como natureza jurídica “Empresário Individual”).

.

2 – Para o preenchimento do campo CNAE é necessário, incluir a letra correspondente à seção antes do código. A letra da seção pode ser consultada no link a seguir: https://concla.ibge.gov.br/busca-online-cnae.html?view=atividades

3 – SALVAR O PEDIDO DE FINANCIAMENTO E AGUARDAR OS PRÓXIMOS PASSOS

.

  • Assim que salvar o pedido de financiamento, aguardar os próximos passos.

  • A empresa também pode acompanhar seu pedido clicando em “ACOMPANHE SEU PEDIDO”

.

OBSERVAÇÃO: Sempre verifique a caixa de spam do e-mail, pois o sistema da Desenvolve SP envia e-mails automáticos com as instruções dos próximos passos.

.

MAIS INFORMAÇÕES E CONDIÇÕES DA LINHA DE FINANCIAMENTO:

http://www.desenvolvesp.com.br/empresas/opcoes-credito/credito-digital

.

.

“Juntos vamos superar este momento difícil e retomaremos nossas atividades.”

Nabil Sahyoun – Presidente ALSHOP

.

.

ALSHOP – Associação Brasileira de Lojistas de Shopping.
R. Samuel Morse, 120 – Cidade Monções – São Paulo
Tel.: +55 11 4871-3960
contato@alshop.com.br

Categorias
Acontece Dicas Economia Notícias

Em conversa com Paulo Guedes, ALSHOP defende lojistas e ações urgentes contra a crise

Em um reunião online com milhares de empresários e representantes de entidades de serviço de todo o país o Ministro da Economia Paulo Guedes falou hoje sobre as ações do governo no combate à crise econômica decorrente da pandemia do COVID-19.

A ALSHOP participou do encontro promovido pela UNECS e seu presidente George Pinheiro.
O ministro falou direto aos empresários sobre as ações urgentes tomadas para reduzir os impactos da crise que paralisa a economia do país.

Entre as ações, o presidente da ALSHOP Nabil Sahyoun, destacou que a linha de crédito do BNDES deve ter um acesso rápido, sem burocracia, para o empresário conseguir passar pela crise. “A sociedade varejista tem confiança no trabalho do ministério. São 450 milhões de brasileiros que passam pelos mais de 550 shoppings pelo país que reúne 60 segmentos e 70% dessse grupo são pequenos empresários”, pontuou.

O ministro Paulo Guedes se comprometeu a agilizar a disponibilidade de recursos para garantir os empregos do setor, estimados em mais de 3 milhões de pessoas. Lembrou, porém, que o setor privado tem contribuído com a recuperação econômica enquanto “o poder público foi exaurido na sua capacidade de investimento nos últimos anos mas certamente vamos retomar com a ajuda do setor varejista e de serviços, vamos avançar nas reformas e o setor privado é muito importante” destacou o ministro Paulo Guedes.

O setor de vestuário

Nabil Sahyoun lembrou ao ministro que “Metade das lojas são de vestuário e imagine o drama de quem foi pego de surpresa com esta situação do vírus. Quando retornarmos sabemos que esse estoque grande será líquidado para troca de coleções e precisamos dar apoio aos pequenos lojistas”.

O presidente da ALSHOP destacou ações internas que tem contribuído para aliviar o cenário de dificuldade para os lojistas. Glauco Humai presidente da Abrasce, destacou ações de isenção de pagamento do aluguel, como medida temporária neste momento de crise.

“A nossa busca é pelos pequenos. Sabemos que os franqueadores estão esticando o pagamento de produtos para daqui a dois ou três meses fazendo o que é possível mas precisamos de agilidade nestas decisões para alívio desta situação ao pequeno empresário”, ressaltou Nabil.

Paulo Guedes ouviu propostas de desoneração, suspensão do pagamento de tributos, ideias para manter o nível de emprego do setor de varejo e serviços e se comprometeu a continuar trabalhando para reduzir o impacto econômico nesta crise. George Pinheiro destacou que mais de 500 mil empresários, líderes de entidades além de políticos e técnicos, acompanharam o webinar na tarde deste sábado.

Confira o debate na íntegra: https://youtu.be/Oog7XtZ3MOA

Categorias
Acontece Dicas Economia Notícias

Webinar Abrasce e Alshop: Diálogo entre entidades sobre desafios do setor de shoppings

Em uma transmissão via internet realizada na tarde de hoje, 30, o presidente da ALSHOP, Nabil Sahyoun e da ABRASCE, Glauco Humai, destacaram a urgência na liberação dos recursos financeiros anunciados para a manutenção dos empregos do varejo. Os executivos lembraram que a agilidade e coordenação do governo para reduzir os impactos da crise financeira causada pela pandemia do coronavírus (COVID-19).

“Precisamos estudar uma forma de retomar a atividade, recompor o fluxo de caixa, manter os empregos, e fazer a liberação do dinheiro de forma rápida poderá ajudar a passarmos esse período o mais rápido possível”, disse Nabil Sahyoun. Glauco Humai, da Abrasce concordou com a medida: “enviamos 5 sugestões ao Banco Central e 9 ao Ministério da Economia para fazer fluir esse recurso rapidamente”, explicou.

As entidades concordam que as medidas anunciadas pelo governo federal foram positivas mas que ainda falta coordenação das medidas entre os estados e os municípios.”Estas medidas não chegaram de forma prática ao varejista e precisamos ter acesso a esse fundo para a manutenção do emprego nesse período de lojas fechadas”, disse Nabil Sahyoun. Na mesma medida, Glauco Humai comentou que a intenção é “garantir renda ao trabalhador, manter os empregos e dar crédito ao empreendedor”.

 

Negociação do aluguel

A ABRASCE também defendeu que as taxas de juros sejam subsidiadas neste momento pois mesmo os valores negociados até o momento ficam caros em um momento de lojas fechadas e sem faturamento. As duas entidades também reforçaram as medidas de negociação da locação, do condomínio e fundo de promoção uma vez que a maior parte dos empreendedores de shopping concordam com a redução nos valores.

“Tenho recebido de todo o país, de lojistas e associações, pedindo compreensão acima do esperado neste momento. A grande maioria dos shoppings está postergando o aluguel do mês de março lá para a frente mas a retomada do mercado será lenta, as pessoas vão assimilar a crise, uma vez que o consumidor também vai poupar seu dinheiro e terá receio natural de consumir”, completou Sahyoun.

 

Retomada para o diálogo

A ALSHOP e a ABRASCE também discutiram o momento de retomada do varejo. Entre as propostas estão a reabertura em horário reduzido, mesas mais espaçadas na praça de alimentação e tudo para evitar a aglomeração nos centros de compra.

As entidades pedem a postergação dos impostos pelos próximos 90 dias, trazer liquidez ao empreendedor com linhas de crédito subsidiadas e ao governo para passar segurança para a população.

“Por mais que junte as empresas, fornecedores, negociações sejam feitas, a gente precisa de recurso para sair dessa crise. O setor de shopping está fazendo sua parte, os lojistas estão fazendo sua parte mas se o governo não entrar a conta não fecha”, disse Glauco Humai.

“As pequenas empresas não têm fôlego para mais do que 30 ou 40 dias (…) o comércio e os serviços são os maiores geradores de empregos do país e estamos dialogando com a UNECS, ABRASCE, falamos com o Carlos Alexandre da Costa, do ministério da Economia, apelamos aos deputados e senadores para acelerarmos esse processo de aprovação de medidas para termos recurso e evitar demissões em uma economia que estava começando a se reerguer”, disse Nabil.

“Tenho posição clara: se não tivermos equilíbrio todos vão perder. Temos que equilibrar e saúde com a economia. Temos que seguir as orientações do ministério mas também olhar a situação específica do Brasil, demografia, desemprego, alta informalidade e não podemos ingressar no caos social”.

 

Clique para assistir na íntegra

 

Logotipo Alshop
ALSHOP – Associação Brasileira de Lojistas de Shopping.
R. Samuel Morse, 120 – Cidade Monções – São Paulo
Tel.: +55 11 4871-3960
contato@alshop.com.br
Categorias
Acontece Dicas Economia Notícias

A ALSHOP está ao lado dos lojistas de todo o Brasil

Quem acompanha os desdobramentos das notícias sobre o varejo nacional, percebeu que a ALSHOP está presente em todos os veículos de comunicação do país, nas rádios, televisão, portais e jornais. Nas últimas duas semanas estivemos em 170 matérias defendendo o varejo ao comentar sobre o fechamento temporário das lojas, divulgando medidas fruto do diálogo com o governo e como atenuar este período difícil que todos atravessamos.

 

Continuamos ativos e enviamos, no último dia 20, uma carta para ao Sr. Henrique Meirelles, da Secretaria da Fazenda de São Paulo, com o pedido para postergar o recolhimento de ICMS das parcelas de renegociação em curso, das empresas paulistas. Assim que tivermos retorno em relação a este pedido, informaremos todo o setor.

 

Também divulgamos nos últimos dias a liberação de crédito por meio do Desenvolve SP entre outras providências.

 

Agora vamos defender um posicionamento claro do governo paulista quanto ao prazo de reabertura das lojas, para nos reorganizarmos e seguirmos o nosso trabalho.

 

Reiteramos que a ALSHOP está ao lado dos lojistas de todo o Brasil mantendo diálogo permanente. Em caso de necessidade envie a mensagem para contato@alshop.com.br que é um canal para esclarecer dúvidas com o suporte de profissionais de diversas áreas.

 

Vamos vencer juntos este desafio!

 

Nabil Sahyoun

 

Logotipo Alshop
ALSHOP – Associação Brasileira de Lojistas de Shopping.
R. Samuel Morse, 120 – Cidade Monções – São Paulo
Tel.: +55 11 4871-3960
contato@alshop.com.br
Categorias
Acontece Dicas Economia Notícias

ALSHOP orienta empreendedores a solicitarem crédito disponível no Desenvolve SP

 

Depois de anunciar as medidas de apoio aos varejistas que enfrentam a crise causada pelo coronavírus, a ALSHOP (Associação Brasileira de Lojistas de Shopping) orienta os varejistas a solicitarem o crédito disponibilizado pelo Governo Estadual, por meio do Desenvolve SP- Banco do Empreendedor e Banco do Povo, que liberou R$ 500 milhões como forma de promover a liquidez economia durante o período de isolamento social.

 

“A linha de microcrédito do Banco do Povo que já era competitiva ficou mais acessível, passando de 1% para 0,35% ao mês. O prazo de pagamento passou de 24 para 36 meses. Além disso o prazo de carência passa de 60 para 90 dias. Agora todos os varejistas do Estado terão a oportunidade de contratar crédito para garantir a empregabilidade e liquidez nesse momento tão delicado”, afirma Nabil Sahyoun, presidente da Alshop.

 

O valor total da linha será dividido em R$ 275 milhões para os setores de Turismo (R$100 milhões), Cultura e Economia Criativa (R$100 milhões) e Comércio (R$ 75 milhões). Além disso, R$ 200 milhões com taxa de juros da linha de capital de giro vão auxiliar empresas através de condições especiais para promover maior liquidez para micro, pequenas e médias empresas. Também estará disponível um microcrédito de R$ 25 milhões para microempreendedores que faturam anualmente um valor abaixo de R$ 81 mil mensais.

 

A expectativa é que a iniciativa do Desenvolve SP, junto com outras instituições financeiras injetem R$ 2 bilhões na economia do estado de São Paulo. Com isso, para setores como comércio, traz condições especiais de financiamento, com reduções na taxa de 1,43% para 1,20% ao mês e o prazo de pagamento passa de 36 meses para  60 meses, já incluindo o prazo de carência, que aumenta de 3 meses para 12 meses. 

 

Já a suspensão de pagamento para o setor do comércio, os clientes que se encontram adimplentes terão o benefício de até 120 dias e para usufruir dessa prerrogativa, deve-se efetuar a solicitação a Desenvolve SP. 

 

SERVIÇO

 

Abaixo o passo a passo de como fazer essa solicitação, que é simples e rápida. Em nossas redes sociais também estão as mesmas instruções que podem ser compartilhadas para que todos os empresários possam ter conhecimento.

 

Antes de seguir com o preenchimento no site, vocês deverão separar os seguintes documentos:

 

1- Certidão de Débitos Relativos a Créditos Tributários Federais e à Dívida Ativa da União (CERTIDÃO DE REGULARIDADE FISCAL RFB/PGFN);

2- Certificado de Regularidade do FGTS;

3- Recibo de entrega do RAIS do ano anterior;

4- Licença Ambiental (CETESB) ou Declaração de Atividade Isenta de Licenciamento (DAIL);

5- Não possuir pendências financeiras, no Concentre e no Cadin.

 

Obs.: O pedido só deve ser realizado por empresas que possuam faturamento mínimo de 81 mil/ano e que tenham pelo menos 12 meses de faturamento.

 

Segue passo a passo para a empresa realizar o pedido de financiamento para Capital de Giro, na Desenvolve SP:

 

Obs.: O acesso deve ser realizado utilizando o Internet Explorer

 

  1. Acesse o site: www.desenvolvesp.com.br
  2. Clicar no botão “Solicitar financiamento” (lado direito superior da tela)
  3. Preencher com os dados da empresa e clicar no botão “OK”
  4. Você receberá um e-mail para confirmar a solicitação, clique no primeiro link para confirmar a solicitação.
  5. Entre no portal e confirme login e senha.
  6. Inserir login e senha e realizar o preenchimento do Pedido de Financiamento:
  7. Clicar em “Pedido de financiamento” e em seguida, “Crédito Digital/Capital de Giro”
  8. Clicar em “Novo”
  9. Preencher todos os dados solicitados.

 

Obs.: No campo “Entidade Empresarial”:

  1. Caso empresa possua entidade empresarial parceira da Agência de Desenvolvimento Paulista, escolher e entidade
  2. Caso a empresa não possua – Selecionar:
  • Se for “INDUSTRIA” 998
  • Se for “ COMERCIO E SERVIÇOS” 999

 

Obs. 1: O preenchimento correto dos dados da empresa é essencial, os dados devem ser preenchidos tendo como base o Cartão do CNPJ da empresa, atentando-se à data de Constituição e à natureza jurídica da empresa (se a empresa possui como natureza jurídica “Empresário Individual”).

Obs. 2: Para o preenchimento do campo CNAE é necessário, incluir a letra correspondente à seção antes do código. A letra da seção pode ser consultada no link a seguir: https://concla.ibge.gov.br/busca-online-cnae.html?view=atividades

 

10. Não esquecer de preencher o Questionário de Responsabilidade socioambiental.

 

Assim que salvar o pedido de financiamento, aguardar os próximos passos.

Obs.: Sempre verifique a caixa de spam do e-mail, pois nosso sistema envia e-mails automáticos com as instruções dos próximos passos.

 

A empresa também pode acompanhar o andamento do pedido, clicando em “Acompanhe seu pedido”

 

BREVE HISTÓRICO

 

A ALSHOP tem participado ativamente destas negociações entre os lojistas, especialmente os pequenos empresários e os donos dos empreendimentos, bem como no diálogo com as autoridades para atenuar os impactos causados pela expansão do COVID-19. 

 

Nos últimos dias, a associação tem atendido às recomendações das autoridades quanto as restrições de funcionamento do comércio. Como parte desse diálogo, a entidade conseguiu manter a possibilidade dos supermercados, farmácias, clínicas médicas, laboratórios, bancos, repartições públicas e restaurantes com serviço de entrega continuarem atendendo o público, ainda que de forma restrita.

 

 

“Juntos vamos superar este momento difícil mas que será temporário para retomarmos nossas atividades.”

Nabil Sahyoun – Presidente ALSHOP

 

Logotipo Alshop
ALSHOP – Associação Brasileira de Lojistas de Shopping. 
R. Samuel Morse, 120 – Cidade Monções – São Paulo
Tel.: +55 11 4871-3960
contato@alshop.com.br
Categorias
Acontece Dicas Economia Notícias

Conquistas importantes para os lojistas no enfrentamento da crise Covid-19

A ALSHOP (Associação Brasileiras de Lojistas de Shopping) se une à sociedade civil no combate ao coronavírus (COVID-19) e no sentido de apoiar os lojistas de shopping comunica algumas conquistas importantes para este enfrentamento:

 

  1. O aluguel do shopping relativo ao mês de março será cobrado de forma proporcional. Essa cobrança, no entanto, não será feita agora e sim posteriormente e de forma negociada;

 

  1. Não haverá cobrança de aluguel durante o tempo em que os shoppings estiverem fechados. As cobranças do condomínio serão flexibilizadas e reduzidas uma vez que o custo de manutenção, limpeza e conservação ainda se mantém;

 

  1. O fundo de promoção será negociado com cada empreendimento. Em conversa preliminar com os empresários há possibilidade de se reduzir até 90% desse fundo temporariamente.

 

Reiteramos que a ALSHOP está ao lado dos associados e lojistas de todo o Brasil mantendo diálogo permanente. Está é uma situação sem precedentes que exige de todos responsabilidade e entendimento.

 

Neste sentido, reforçamos o contato permanente com o associado no e-mail contato@alshop.com.br que é um canal para esclarecer dúvidas com o suporte de profissionais de diversas áreas.

 

Estamos monitorando as ações diariamente em diálogo com o poder público e os empreendedores para buscar soluções viáveis para todos.

 

Juntos vamos superar este desafio!

 

Nabil Sahyoun

Presidente da ALSHOP

 

Logotipo Alshop
ALSHOP – Associação Brasileira de Lojistas de Shopping.
R. Samuel Morse, 120 – Cidade Monções – São Paulo
Tel.: +55 11 4871-3960
contato@alshop.com.br
Categorias
Acontece Dicas Economia Notícias

SITUAÇÃO DOS SHOPPINGS NOS ESTADOS E CAPITAIS

Abaixo serão disponibilizadas informações da situação dos shoppings de forma regional, fornecidas pela Associação Brasileira de Shopping Centers, para divulgação ao setor.

 

REGIÃO SUL

 

1 – Porto Alegre – Decreto 20.508, de 18 de março de 2020

Shopping: Fica determinado o fechamento de shoppings centers pelo prazo de 30 dias.

Serviços: Farmácias, clínicas de atendimento na área da saúde, postos de atendimento da polícia federal, bancos e caixas eletrônicos, supermercados, restaurantes e locais de alimentação devem estar fechados.

 

2 – Santa Catarina – Decreto n° 515, de 17 de março de 2020

Shopping: Atividades de serviços provados não essenciais estão suspensas pelo período de 7 dias.

Serviços: Farmácias e supermercados permanecem abertos.

 

3 – Florianópolis – não há decreto até o momento

Shopping: Decidiram fechar pelo prazo de 7 dias.

Serviços: Funcionam farmácias, supermercados e as praças de alimentação apenas estão operando por delivery.

 

4 – Maringá – 445/2020

Shopping: Fica suspenso pelo prazo de 30 dias o funcionamento de shopping centers.

Serviços: Os serviços de bares, lanchonetes e restaurantes ficam autorizados o funcionamento para serviços de delivery.

 

5 – Caxias do Sul – Decreto 20.827, de 18 de março de 2020

Shopping: Fica determinado o fechamento dos shoppings pelo prazo de 30 dias.

Serviços: Os serviços de farmácias, clinicas de atendimento na área da saúde, supermercados, restaurantes e locais de alimentação continuam funcionando.

 

 

REGIÃO CENTRO-OESTE

 

6 – Goiás – Decreto 9.637, de 17 de março de 2020

Shopping: Atividades suspensas pelo prazo de 15 dias.

Serviços: Estabelecimentos médicos, hospitalares, laboratórios de análises clinicas, farmacêuticos, psicólogos, clínicas de fisioterapia e de vacinação, distribuidores e revendedoras de gás, postos de combustíveis, supermercados e congêneres operando normalmente.

 

7 – Distrito Federal – 40.528, de 17 de março de 2020

Shopping: Fica suspenso o atendimento ao público nos shopping centers pelo prazo de 15 dias

Serviços: Nenhum serviço autorizado.

Observação: Foi realizada na data de 18/03, uma reunião com a Fecomércio – DF onde a ABRASCE fez recomendações para o governador.

 

8 – Campo Grande – 14.195, de 18 de março de 2020

Shopping: Recomendação de fechamento para os shopping centers por 15 dias.

Observação: Bares, restaurantes e lanchonetes no interior dos shoppings com redução em 30% no horário de funcionamento.

 

 

REGIÃO SUDESTE

 

9 – Rio de Janeiro – Decreto 46.973, de 16 de março de 202

Shopping: Recomenda o fechamento dos shoppings centers pelo prazo de 15 dias. Hoje, no dia 18/03, os shoppings centers das redes ANCAR, ALIANSCE SONAE, MULTIPLAN e BRMALLS fecharam seus empreendimentos pelo prazo de 15 dias.

Serviços: Supermercados, farmácias e serviços de saúde, como: hospitais, clínicas, laboratórios e estabelecimentos congêneres em funcionamento no interior desses estabelecimentos operando normalmente. Funcionamento de bares, restaurantes e lanchonetes e estabelecimentos congêneres no interior de “shopping centers” e centros comerciais com redução em 30% do horário de funcionamento, de acordo com o tópico anterior.

 

10 – São Paulo (Estado) – Decreto 64.865, de 18 de março de 2020

Shopping: Suspende o funcionamento dos shopping centers, até 30 de abril de 2020, na região metropolitana de São Paulo.

Serviços: Os supermercados, farmácias e serviços de saúde que estejam no interior continuam funcionando e as atividades internas que não evolvam atendimento presencial ao público, mantidos fechados os acessos ao interior dos estabelecimentos.

 

11 – São Paulo (Capital) – Decreto 59.285, de 18 de março de 2020

Shopping: Fica suspenso o atendimento presencial ao público em estabelecimentos comerciais, no período de 20 de março a 5 de abril de 2020. Os estabelecimentos comerciais deverão manter fechados os acessos do público ao seu interior.

Serviços: As atividades internas dos estabelecimentos, bem como a realização de transações comerciais por meio de aplicativos, internet, telefone ou outros instrumentos similares e os serviços de entrega (delivery) poderão continuar funcionando. As farmácias, hipermercados, supermercados, mercados, feiras livres, açougues, peixarias, hortifrutigranjeiros, quitandas, centros de abastecimento de alimentos, lojas de conveniência, loja de venda de alimentação de animais, distribuidora de gás, lojas de venda de água mineral, padarias, restaurantes e lanchonetes e postos de combustível poderão funcionar.

 

12 – Vitória – Decreto 46.973, de 16 de março de 202

Shopping: Suspenso o funcionamento dos shopping centers por 15 dias;

Serviços: não estão autorizados

 

13 – Belo Horizonte – Decreto 17.304, de 18 de março de 2020

Shopping: Determina a suspensão temporária dos alvarás de localização e funcionamento dos shopping centers pelo prazo indeterminado.

Serviços:

  • As entregas em domicilio e a retirada no local de alimentos prontos e embalados para consumo fora do estabelecimento ficam permitidas.
  • Farmácias, laboratórios, clinicas, hospitais e demais serviços de saúde podem funcionar.
  • As atividades administrativas e os serviços essenciais de manutenção de equipamento, dependências e infraestruturas poderão ser realizadas com adoção de escala mínima de pessoas e quando possível, preferencialmente por meio virtual.

 

 

REGIÃO NORDESTE

 

14 – Salvador – não há decreto até o momento

Shopping: Ainda sem determinação do Poder Público.

Serviços: Ainda sem determinação do Poder Público.

Observação: Foi realizada reunião dos shoppings centers com o Prefeito ACM Neto no dia 18/03, onde foi acertado que será publicado um decreto fechando os empreendimentos, pelo prazo de 15 dias, com exceção de supermercados, clinicas e serviços de delivery.

 

15 – Feira de Santana – Decreto 11.492, de 18 de março de 2020

Shopping: Fica restrito das 12:00 as 20:00, a partir de 19 de março, pelo prazo de 15 dias, o funcionamento dos shopping centers.

Serviços: Estão suspensos

 

16 – Alagoas – Decreto 8.849, de 18 de março

Shopping: Os shoppings centers estão com horário limitado de funcionamento ao público pelo período de 12:00 as 20:00 no prazo de 15 dias.

Serviços: continuam funcionando em horário reduzido.

 

Logotipo Alshop
ALSHOP – Associação Brasileira de Lojistas de Shopping.
R. Samuel Morse, 120 – Cidade Monções – São Paulo
Tel.: +55 11 4871-3960
contato@alshop.com.br
Categorias
Acontece Dicas Economia Notícias

A ALSHOP tem acompanhado todos os desdobramentos que estão atingindo a classe empreendedora do país!

 

Depois que OMS declarou pandemia de coronavírus, no dia 11 de março, a ALSHOP tem acompanhado todos os desdobramentos que estão atingindo a classe empreendedora do país.

 

Em menos de uma semana, a entidade já pôde conceder mais de 70 entrevistas para os principais veiculos de imprensa do país como Globo, Record, Band, CNN, Jovem Pan, Estadão, UOL, entre outros. Nossa equipe interna de comunicação, em parceria com a nossa assessoria de imprensa, estão trabalhando juntas para ganharmos visibilidade nacional e conquistar benefícios durante esse período em que enfrentaremos isolamento social.Com esse espaço na mídia, a ALSHOP ganha ainda mais força para pleitear benefícios que vão diminuir o impacto causado pelo coronavírus na economia.

Em pouquíssimos dias, já conseguimos a liberação de crédito de R$ 500 milhões, com taxas de juros de 0,35% ao mês. Também estamos pleiteando junto ao Governo Federal a liberação do Fundo de Amparo ao Trabalhador para que esse recurso banque os salários dos funcionários durante esse período.

 

Vamos continuar mantendo contato com os nossos associados por meio de newsletters, grupos de whatsapp, e-mail e divulgaremos também nas nossas mídias digitais, para que cada um de vocês possa compartilhar os conteúdos e multiplicar nossas informações e conquistas. Agora é o momento de nos mantermos unidos para vencermos esse período com sucesso.

 

Logotipo Alshop
ALSHOP – Associação Brasileira de Lojistas de Shopping.
R. Samuel Morse, 120 – Cidade Monções – São Paulo
Tel.: +55 11 4871-3960
contato@alshop.com.br