Categorias
Acontece Notícias

Começa a contagem regressiva para a Sampa Week 2021

Lojistas já podem se cadastrar no site oficial da campanha criada pela ACSP e incluir suas promoções para a semana de descontos e oportunidades. Download de cartazes e banners é gratuito

Mesmo em cenário adverso, a 2ª edição da Sampa Week, semana de descontos e oportunidades idealizada pela Associação Comercial de São Paulo (ACSP) para comemorar o aniversário da cidade, será realizada entre os dias 23 e 31 de janeiro e já movimenta o comércio paulistano.

Para ajudar a alavancar os negócios, em especial dos pequenos, 40 mil cartazes serão entregues pelos Correios ao longo desta primeira semana de janeiro para lojistas e prestadores de serviços afixarem nas vitrines. Mais de 80 associações ligadas ao comércio e turismo também estão engajadas na divulgação.

Agora, o portal da Sampa Week precisa continuar a ser abastecido por novos lojistas, que poderão incluir descontos e promoções e oferecer mais opções aos consumidores durante a ação promocional, afirma Abdo Hadade, vice-presidente da ACSP e coordenador geral do seu Conselho de Varejo.

O site oferece o material de comunicação da Sampa Week para download gratuito, como cartazes e banners e até filme para anúncio na TV ou sites. Para ampliar a adesão de comerciantes, o material, que era direcionado apenas a associados, agora, pode ser acessado também por não-associados, que já podem se cadastrar.

EXPECTATIVA x REALIDADE

Criada pela ACSP com apoio do IDV para potencializar o calendário varejista e atrair turistas para a cidade em período de férias – principalmente do interior -, a estratégia da Sampa Week é alavancar o faturamento dos negócios, além das tradicionais liquidações promovidas no primeiro mês do ano para desovar estoques.

Na 1ª edição, realizada em janeiro de 2020, as lojas físicas venderam 16,32%, e o e-commerce 32,50% a mais do que em igual semana de 2019, totalizando alta de 3,4% nas vendas totais do varejo no período.

COMO PARTICIPAR

Está disponível no site oficial da Sampa Week o material de comunicação gratuito para download, que pode ser trabalhado junto com a marca ou isoladamente. Haverá também um espaço para comerciantes postarem sugestões e melhorias para a campanha. Para se inscrever, acesse: http://sampaweek.com.br/a-sampa-week/ 

Começa a contagem regressiva para a Sampa Week 2021

Categorias
Economia Notícias

IPCA: inflação oficial fecha 2020 em 4,52%, maior alta desde 2016

Pressionado pelos preços dos alimentos, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), considerado a inflação oficial do Brasil, fechou 2020 em 4,52%, acima do centro da meta para o ano, que era de 4%.

Trata-se da maior inflação anual desde 2016, quando o índice ficou em 6,29%, segundo divulgou nesta terça-feira (12) o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O resultado veio um pouco acima do esperado. Os analistas do mercado financeiro estimavam uma inflação de 4,37% em 2020, segundo a última pesquisa Focus do Banco Central.

“Entre os grupos, Alimentação e Bebidas apresentou a maior variação (14,09%) e o maior impacto (2,73 p. p.) sobre o IPCA acumulado do ano, encerrando 2020 com a maior variação acumulada no ano desde dezembro de 2002 (19,47%)”, informou o IBGE.

Em 2019, o IPCA foi de 4,31%, ficando também acima do centro da meta para o ano, que era de 4,25%.

Já o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), usado como referência para o reajuste dos benefícios previdenciários, ficou em 5,45% em 2020.

Categorias
Acontece Economia Notícias

Mercado baixa projeção de inflação em 2020 para 4,37%, mostra Boletim Focus

Os agentes do mercado financeiro consultados pelo Banco Central reduziram a projeção da inflação oficial do país, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), para 2020, passando de 4,38% para 4,37%. Os dados fazem parte do Boletim Focus, divulgado nesta segunda-feira, 11, pela autarquia monetária.

Já para 2021, os analistas do BC aumentaram a expectativa do IPCA de 3,32% para 3,34%, uma leve alta de 0,02 ponto percentual na comparação semanal.

Para 2021, a meta central de inflação a ser perseguida pelo BC é de 3,75% e, para 2022, de 3,50% – sempre com intervalo de tolerância de 1,5 ponto percentual para mais ou para menos. Na próxima terça-feira (12), o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgará o resultado do IPCA de 2020.

Fonte: Boletim FOCUS

Categorias
Acontece Economia Notícias Tendências

Boletim Econômico

• Ajustando o tom da sua avaliação para a inflação, comunicado do Copom tende a ancorar melhor as expectativas dos agentes

Conforme esperado, o BC manteve a taxa Selic inalterada em 2,00% a.a., por unanimidade. No cenário global, o comunicado divulgado reconheceu avanços nos testes com vacinas, por um lado, mas apontou a percepção de que os estímulos monetários deverão ter “longa duração”, o que é favorável para os emergentes. No cenário doméstico, a avaliação prevalecente continua sendo a de recuperação econômica, ainda que desigual entre os setores, nos próximos meses, mas com incerteza “acima do usual” para o período posterior ao fim dos auxílios
emergenciais. O BC reconhece que as últimas leituras de inflação ficaram acima do esperado, mas continua avaliando que os choques atuais são temporários. Contudo, o colegiado afirma que segue monitorando os preços com “atenção”, em particular os núcleos. Os modelos do BC apontam projeções mais elevadas para o IPCA de 2020 a 2022, mas ainda alinhadas com as trajetórias das metas de inflação.

 

• Crescimento das vendas do varejo indica continuidade da recuperação do consumo das famílias.

Em outubro, as vendas do comércio varejista cresceram 0,9% em relação a setembro, o que surpreendeu positivamente as expectativas.
Dentre as aberturas, destaque para o desempenho acima do esperado em supermercados e hipermercados. O indicador de vendas de móveis e eletrodomésticos registrou queda no período, mas permaneceu acima do nível de fevereiro, antes da pandemia. Quando incluímos as vendas de automóveis e de materiais de construção (varejo ampliado), observamos alta de 2,1% na margem, com contribuição positiva de ambos os segmentos.

Fonte: DEPEC – Bradesco

Categorias
Economia Notícias Tendências

Inflação ao consumidor continuou acelerando, ainda impulsionada por preços de alimentos

O IPCA subiu 0,89% em novembro, acima das expectativas
(0,78%) e da variação de outubro (0,86%). A surpresa altista concentrou-se em alimentação e combustíveis, itens que pressionaram o indicador no mês. Em especial, o choque dos preços de alimentos continua presente na inflação, visto principalmente da elevação de carnes e produtos in natura. Por outro lado, a inflação de vestuário e de alguns serviços desacelerou na margem, levando à moderação nos núcleos, cuja média passou de 0,51% em outubro para 0,44% em novembro. Em doze meses, o IPCA acumula alta de 4,31

 

Fonte: DEPEC-Bradesco

Categorias
Economia Notícias Tendências

Mercado incorpora mudança de bandeira tarifária nas projeções de inflação para este ano

Segundo o relatório Focus, divulgado há pouco pelo Banco Central, o mercado espera contração de 4,40% do PIB deste ano (ante 4,50% na leitura anterior) e elevou a expectativa para o ano que vem, de crescimento de 3,45% para outro de 3,50%. Em relação ao IPCA, a mediana das projeções para 2020 subiu de 3,54% para 4,21%, enquanto que para 2021 foi revisada de 3,47% para 3,34%. Para a taxa de câmbio, a mediana das expectativas para o final deste ano caiu de R$/US$ 5,36 para R$/US$ 5,22 e, para o ano que vem foi reduzida de R$/US$ 5,20 para R$/US$ 5,10. Por fim, a mediana das projeções para a taxa Selic permaneceu em 2,0% para o final de 2020 e, para o final de 2021 foi mantida em 3,0%.

Fonte: DEPEC Bradesco

Categorias
Acontece Economia Notícias Tendências

Recuperação do mercado de trabalho formal reforça expansão do PIB neste quarto trimestre

Em outubro houve geração líquida de 395 mil vagas, segundo
os dados apurados pelo Caged, divulgados ontem pelo Ministério da Economia, superando as expectativas. Descontados os efeitos sazonais, foram gerados 372 mil postos. Com isso, a média móvel trimestral passou de 180 mil para 255 mil vagas criadas. Exceto agropecuária, todos os setores registraram contratações líquidas no período, com destaque positivo para o desempenho do setor de serviços.

 

Fonte: Bradesco- DEPEC

Categorias
Economia Notícias Tendências

Mercado melhorou expectativa para expansão do PIB deste ano, mas também elevou a de inflação

Segundo o relatório Focus, divulgado há pouco pelo Banco Central, o mercado espera contração de 4,55% para o PIB deste ano (ante 4,66% na leitura anterior) e elevou a expectativa para o ano que vem, de crescimento de 3,31% para 3,40%. Em relação ao IPCA, a mediana das
projeções para 2020 passou de 3,25% para 3,45%, enquanto para 2021, foi revisada de 3,22% para 3,40%. Para a taxa de câmbio, a mediana das
expectativas para o final deste ano oscilou de R$/US$ 5,41 para R$/US$ 5,38 e, para o ano que vem, permaneceu em R$/US$ 5,20. Por fim, a mediana das projeções para a taxa Selic permaneceu em 2,0% para o final de 2020 e, para o final de 2021, subiu de 2,75% para 3,0%.

 

Fonte: Bradesco – DEPEC

Categorias
Economia Notícias Tendências

Segunda prévia do IGP-M indica continuidade das pressões nos preços do atacado

A divulgação desta manhã apresentou alta de 3,05%, acelerando
em relação a outubro (2,92%). O acréscimo neste mês foi motivado pelo índice de preços ao produtor, enquanto IPC e INCC desaceleraram. No caso do atacado, o destaque altista ficou por conta dos produtos agrícolas, em função dos preços de soja e milho. Dessa forma, o IGP-M deverá fechar o mês mais pressionado no atacado, com algum acréscimo em relação ao mês anterior, apesar da descompressão ao consumidor e na construção civil.

 

Fonte: Bradesco-DEPEC