Notícias
Notícias
Confira todas as matérias relacionadas ao varejo de shopping centers.


BUSCA DE NOTÍCIA
ANO:
MÊS:
TIPO:


20/07/2017
Notícias
Comida e Lifestyle
Por: Daniela Santos
Fonte: Sem fonte

Ideais criativas, ações inovadoras e boa alimentação são os pilares da Boali

Quem acredita que uma boa alimentação não se resume às saladas e que comer bem e de maneira equilibrada é a pedida para uma vida saudável, vai encontrar na Boali bons motivos para continuar pensando assim. A rede chegou ao Brasil em 2007, com o nome de “Salad Creations”, uma franquia da rede americana. Mas, desde o final do ano passado assumiu o nome “Boali”, uma contração de “boa alimentação”.

Atualmente, são 30 restaurantes em operação – 4 deles próprios e o restante, franquias – e a promessa de abertura de outros 7 ainda em 2016. O mais aguardado deles terá nada menos do que 200 metros quadrados, no centro da capital paulista. Além do tamanho e localização, a loja aposta numa parceria diferente: os proprietários da marca serão sócios do franqueado.

A missão é ousada: ser referência em culinária rápida e saudável no Brasil.

Com isso, há uma expansão nos pontos de venda, que apresentam um ambiente mais atraente e aconchegante, sem perder a qualidade do produto e rapidez no atendimento. Tudo para que o consumidor tenha uma experiência diferenciada em fast casual.

 

Ser saudável é o futuro!

"Não tenho a menor dúvida de que a alimentação saudável não é uma onda. Esse é o futuro, é para onde caminha a humanidade", afirma Victor Giansante, sócio Boali. Ele conta que ele e os sócios tinham acabado de sair da faculdade quando pensaram em montar um negócio. Como não tinham experiência em varejo, decidiram apostar numa rede americana de alimentação saudável, pois já haviam identificado essa tendência.

Em pouco tempo, perceberam que o know how, a expertise e o suporte da franqueadora, considerados essenciais para o bom andamento dos negócios, não estava acontecendo como programado. "Caminhamos pelas nossa próprias pernas desde o início", declara Giansante. Desde o desenvolvimento de produtos até o posicionamento da marca aqui no Brasil aconteceram por iniciativa dele e dos sócios. Por isso, formalizaram o destrate com a rede Salad Creations em 2015.

Ele conta que o nome também trouxe alguns problemas, pois a palavra "creations" não era bem compreendida pelo consumidor médio enquanto "salad", além de transmitir a impressão de um único prato no cardápio, também é um termo genérico. Assim, outras empresas podiam se apropriar da 'marca' e copiar a identidade visual. Principalmente lanchonetes com produtos de qualidade inferior usaram a artimanha, que poderia acarretar em problemas de imagem.

E surgiu a marca Boali.

Tropicalização

Giansante ressalta que alimentação saudável não é baseada apenas em salada. O item, antes responsável por 85% das vendas, hoje responde por 34% dos pedidos.

Com a virada da marca, a Boali introduziu no cardápio sobremesas - parfait feito com iogurte grego e geleia de frutas orgânicas, cookies e brownies sem glúten e sem lactose; snacks saudáveis para o lanche da tarde (mix de castanhas e frutas secas, nachos e grissinis orgânicos), shakes sem lactose, chás orgânicos e uma linha de tapiocas.

Os refrigerantes também foram eliminados das opções oferecidas aos clientes. "Concluímos não fazer sentido pregar alimentação saudável e vender uma lata de açúcar em nossos restaurantes", pondera o rapaz. Frituras em geral também estão barrados.

Um dos grandes trunfos de uma franquia é a padronização. Para conseguir mantê-la, a rede conta com logística especializada e uma central de distribuição, responsável pelo preparo e envio dos itens refrigerados, secos e congelados. Os hortifrútis (especialmente tomate, cebola, cenoura e as hortaliças), mais perecíveis, são comprados de fornecedores homologados pelos próprios sócios.

A tendência da Boali é trocar as grandes empresas por pequenos fornecedores, aptos a produzir alimentos em linha com o propósito da empresa de “fazer o bem”.

Giansante declara que ao invés dos tradicionais “visão, missão e valores”, a empresa aposta nesse propósito de angariar pessoas de bem de diversas tribos – fitness, surfistas, bikers, praticantes de ioga e afins – em torno de um estilo de vida, do qual a alimentação saudável é apenas uma das partes. Ele confessa que no início da trajetória, tanto ele quanto os sócios não eram tão sensíveis à alimentação saudável mas, hoje, mantêm um chef no escritório, responsável por todas as refeições. Muitas delas preparadas com ingredientes colhidos na própria horta mantida no escritório.

Assim, oferecendo refeições compostas por crepes, quiches e wraps, além de snacks para lá de saudáveis, a Boali contabiliza faturamento de R$ 130 mi, com previsão de chegar aos R$ 200 mi em 2021.